quinta-feira, 24 de junho de 2010

REFLEXÃO: PLANO DE AULA AUTORIA HIPERMÍDIA




Esta atividade ocorreu no dia 22 de junho de 2010 às 16:ooh, no auditória da Diretoria Regional de Ensino de Porto Nacional. O encontro contou com a presença de gestores escolares, suporte pedagógico, professores de Ensino Religioso, Assessores de Currículo de História, Biologia e Língua Portuguesa, membros do GRUCONO – Grupo de Consciência Negra do Tocantins – e um Babalorixá e uma Ialorixá – (Pai e Mãe de Santos) representantes da Umbanda e do Candomblé.
Iniciamos a conversa enfocando o objetivo do encontro: Combater a discriminação e valorizar as religiões de matriz africanas como objeto de estudo do Ensino Religioso.
No desenvolver desta ação, houve uma explanação pelos Babalorixá e Ialorixá assessorados pelo Líder do GRUCONTO – José Iramar. Os participantes acolheram muito bem as informações e interagiram fazendo perguntas e tirando suas dúvidas, principalmente no que diz respeito a ações malignas. Os convidaram esclareceram que isso não faz parte da religiosidade Afro descendente, pois seu objetivo é promover a paz e ajudar as pessoas.
De acordo o observado durante a interação entre os envolvidos foi possível perceber que a aprendizagem ocorreu de forma satisfatória, atendendo os objetivos propostos.
A realização desta atividade favoreceu a ampliação dos meus conhecimentos a cerca do assunto como também na utilização da hipermídia. Cada vez que são utilizados estes recursos aumenta a segurança e a descoberta em novas possibilidades.
Porto Nacional, 23 de junho de 2010.

2 comentários:

  1. Olá Eunete,
    O encontro foi bastante proveitoso e cheio de informações para combater o preconceito e o racismo na escola e na sociedade em geral.
    Sou católica, mas respeito e admiro outras religiões e principalmente as de matrizes africanas que faz parte da história do povo brasileiro.
    Um abraço, Rosileide

    ResponderExcluir
  2. Olá Eunete,pude participar desta atividade e achei muito interessante combater a discriminação e valorizar as religiões de matriz africana.
    Parabéns!!!!
    Ivana

    ResponderExcluir